30 de setembro de 2010

Paróquia Santa Terezinha comemorou o Dia Nacional do Surdo

No Brasil, estima-se que existem cerca de 5,7 milhões de pessoas com perda auditiva.

A Pastoral dos Surdos começou a se formar no início dos anos 50, com uma parceria entre padre Eugênio Oates, religioso norte-americano e Monsenhor Vicente Penido Burnier, primeiro sacerdote surdo do Brasil e segundo do mundo.

O dia 26 de setembro é celebrado devido ao fato desta data lembrar a inauguração da primeira escola para Surdos no país em 1857, com o nome de Instituto Nacional de Surdos-Mudos do Rio de Janeiro, atual INES - Instituto Nacional de Educação de Surdos, situado no bairro de Laranjeiras, Zona Sul.

Em Limeira a Pastoral dos Surdos e Cegos da Paróquia Santa Terezinha também comemorou no último domingo a Celebração Eucarística do Dia Nacional do Surdo “ com muita alegria, pois temos desenvolvido um trabalho de inclusão com a comunidade surda desde 2006 com apoio do Pe. Arlindo De Gaspari. Inclusão esta que possibilita aos surdos um espaço dentro da Igreja católica e que, através dos seus intérpretes anuncia Jesus . O intérprete tem como missão sinalizar o evangelho na Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS e através de suas mãos ser sinal de Deus para os surdos.

O grupo se reúne semanalmente aos domingos às 9:00h para a celebração da santa missa .

A Pastoral dos Surdos atualmente está presente em todas as regiões do País e vem trabalhando intensamente, promovendo iniciativas na inclusão da pessoa surda. Os surdos têm a oportunidade de conhecer, celebrar e testemunhar Jesus Cristo na sociedade de hoje.

A Pastoral dos Surdos e Cegos da Paróquia Santa Terezinha quer que o surdo se sinta Igreja, membro de uma família que professa a mesma fé em Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida.

Nós estamos de portas abertas para os surdos, aliás não só para eles , mas também para seus familiares e amigos, buscando uma verdadeira inclusão dentro da Igreja , e ao mesmo tempo superando preconceitos e respeitando as diferenças de cada pessoa.

Nossos cumprimentos aos surdos, homens e mulheres que constroem a sua história e a história do Brasil com garra, determinação e fé.

Que Santa Terezinha abençoe todas as ações de Pastoral e as mãos de nossos irmãos e irmãs que contribuem na construção do Reino de Deus.

http://www.effata.org.br/

http://blog.cancaonova.com/maosqueevangelizam/


Maria Rita Cabral

Coordenadora da Pastoral dos Surdos e Cegos

Paróquia Santa Terezinha de Limeira

26 de setembro de 2010

26 DE SETEMBRO Missa Especial Dia Nacional do Surdo


Pe. Arlindo e Pe. Paulo Sérgio festejando os 4 anos
da Pastoral dos Surdos na Paróquia Santa Terezinha


Claudete , Rita, Pe.Paulo Sérgio, Comunidade Surda e Casa da Criança


Rita interpretando a missa para a comunidade surda


Paz de Cristo !!!



Missa especial no altar. Momento de muita graça...


Nosso amigo Sr.João que não mede esforços pra nos ajudar.



Rita, Pe.Paulo Sérgio, Jaqueline, Patrícia, Francisco e Marilza

Papa fala para os surdos





Mensagem do Santo Padre Papa Bento XVI aos participantes (400) reunidos na Conferência Internacional "Effata - a pessoa surda na vida da Igreja".
Em seu discurso, o Papa explicou a escolha do tema "Effata": Effata constitui um paradigma (modelo - referência) de como o Senhor atuava, agia com os surdos (Marcos 7, 31 - 33). Os gestos de Jesus estão cheios de atenção amorosa e de compaixão profunda pelo ser humano (surdo) que se coloca em sua frente. O Senhor manisfesta seu interesse concreto por ele (surdo), o separa da confusão da multidão, senta-se perto dele e o compreende e mediante gestos de grande significado".

Prosseguiu o Santo Padre:
"Indica também que há outra forma de surdez que toda a humanidade deve ser curada: a surdez do espírito que levanta barreiras cada vez mais altas à voz de Deus e do próximo, sobretudo ao grito de ajuda dos últimos e dos que sofrem e fecha o ser humano no egoísmo profundo e destrutivo.
Infelizmente a experiêcia nos mostra que nem sempre há acolhimento e gestos de solidariedade para com os surdos. Ainda há muita discriminação à pessoa que não ouve.
São muitas e grandes as iniciativas promovidas pelas instituições e associações, tanto eclesiais como civis, inspiradas por uma solidariedade autêntica e generosa que muito tem ajudado às condições de vida dos surdos".
"As primeiras escolas e de formação religiosa para os surdos e surdas nasceram na Europa e desde 1700 a Igreja tem multiplicado obras caritativas para oferecer aos surdos não somente formação, mas assistência integral para a sua plena realização".
O Papa continua: "convido as autoridades políticas e civis e aos organismos internacionais para que juntos promovam uma ajuda necessária e também aos países em desenvolvimento, o devido respeito pela dignidade e dos direitos dos surdos a fim de favorecer a plena integração social".
"Queridos irmãos e irmãs surdos e surdas , termino de falar, vós não sois somente destinatários do anúncio evangélico. Sois também anunciadores desde o vosso Batismo. Vivei todos os dias como testemunhas do Senhor nas dimensões de vossa existência, dando a conhecer Cristo e seu evangelho".

Fonte: http://www.effata.org.br/

25 de setembro de 2010

Pe. Wilson Czaia fala sobre o DDLC

Padre Wilson Czaia - Primeiro Sacerdote Surdo do Paraná



Wilson nasceu no dia 10 de fevereiro de 1969, na cidade de Curitiba, no Paraná, Brasil. Filho do Eduardo Czaia e Maria de Lourdes Czaia. Tem um irmão, Carlos Eduardo Czaia (três anos mais velho) casado com Claudete Lucio Czaia e tem dois sobrinhos, Carlos Eduardo e Mariana.

Foi batizado aos 23 de fevereiro de 1969 na Paróquia de São José, no Capão Raso, pelo Pároco de então Padre Angelo.

Até aos quatro anos, ele viveu como toda criança, chorava, brincava e se alimentava normalmente. A partir dessa idade, seus pais começaram a notar que ele era mais agitado do que as outras crianças e também perceberam que quando o chamavam ele não respondia. Preocupados, levaram-no ao médico e suas desconfianças foram confirmadas, ele era surdo.

Seus pais preocupados com seu futuro, pediram auxílio aos profissionais da saúde, que orientaram o encaminhamento para a Escola de Educação Especial Epheta que tinha como Diretora Irmã Letícia.

A escola teve um papel importante em sua família, pois trouxe esperança e a certeza que a partir dali, ele teria um futuro e uma vida melhor. Com o apoio da Escola seus pais não desanimaram e investiram tempo e sacrifício para manter em dia todas as necessidades especiais que sua condição de surdo exigia.
Ele teve o privilégio de conviver com Irmã Nydia, fundadora da Escola Epheta, que foi sua professora e catequista, e que também era surda.


Graças a escola Epheta ele desenvolveu a comunicação oral, aprendeu a emitir sons, a construir frases, a conhecer o sentido das palavras. Todos os primeiros anos de escola foram de intensa estimulação da fala e só posteriormente recebeu orientação profissional. Ainda na escola Epheta construiu sua vida como pessoa e com os ensinamentos recebidos, teve facilidade na socialização e na adequação de sua surdez, na escola normal.
Com condições de entrar no ensino regular, seus pais escolheram a Escola Social Madre Clélia onde cursou até a 8º série. As Irmãs Apóstolas o receberam com muito carinho e o ajudaram a entender o que é educação e disciplina. Então, pode receber dupla formação: pela manhã estudava na Escola Epheta e à tarde no ensino regular, com as Irmãs do Sagrado Coração de Jesus.


No dia 04 de dezembro de 1981 ele fazia sua 1ª comunhão na capela do Instituto Social onde funcionava a Escola Epheta e a casa das Filhas do Coração de Maria.


Completou o 2º grau no colégio Opet, já integrado no ensino regular. Realizou sua Crisma no dia 27 de outubro de 1997, na Paróquia Santa Isabel, pelas mãos de Dom Albano Cavalin. Continuou sempre ligado à Escola Epheta, participando dos grupos de jovens e encontros, que lá eram promovidos. Os seminaristas Palotinos, começaram a organizar encontros com casais surdos, e ele começou a participar das palestras, que o ajudaram muito a conhecer a Igreja. Com isso, um grupo de casais e jovens surdos, começaram a se reunir semanalmente, para aprofundar a fé. A maioria era ex-aluno da Escola Epheta, e por isso tinham algo em comum.


A pedido dos seminaristas Palotinos, Dom Pedro recebeu alguns surdos e os mesmos seminaristas André e Cesar para uma audiência. Lá foi relatado a preocupação de que muitos surdos estavam indo para outras seitas. Dom Pedro se comprometeu a buscar apoio entre os seminaristas e padres diocesanos. E assim aconteceu, que no dia 10 de outubro de 1997, numa missa do dia dos Pais, Dom Pedro visitava a escola Epheta e apresentava o seminarista Ricardo que iria ajudar os surdos. De fato, em 1999 tiverem sua primeira missa com Língua de Sinais. A partir deste dia, ele começou a sentir vontade de também ajudar os surdos. Padre Ricardo fundou a Pastoral dos Surdos em Curitiba e ele pode acompanhá-lo juntamente com a coordenadora surda Elizanete Fávaro, nas missões em Paranaguá. Lá conheceu a triste realidade de surdos sem família, sem estudo, sem recursos, fazendo a primeira comunhão. Foi nesse dia que sentiu que Deus o chamava para um trabalho mais profundo, com os surdos. Perguntou se poderia entrar no seminário, e daí em diante começou o seu processo de discernimento, durante o ano de 1999.
Em 2000, iniciou os estudos de Filosofia e até hoje é muito grato ao Padre Chemin que compreendeu sua dificuldade de adaptação.


No ano de 2001, Padre Chemin aceitou que ele pudesse acompanhar o Padre Ricardo, devido sua facilidade na comunicação com os surdos. Diante disso, ficou como aluno externo morando na Catedral e estudando todos os dias na FAF.


No ano de 2002, iniciou os estudos de Teologia com o Padre André, no Seminário Maior Rainha dos Apóstolos. Durante o processo de formação, passou por muitas dificuldades por causa da surdez, mas em nenhum momento, os formadores o abandonaram, pelo contrário, sempre o apoiaram e o animaram para continuar o discernimento.


Em 10 de junho de 2006 já foi ordenado Diácono na Paróquia Nossa Senhora da Anunciação e terminou seus estudos de teologia, após ter realizado a prova De Universa, que era oral e com a presença de um representante de Roma, da Universidade Lateranense. Sua ordenação sacerdotal aconteceu no dia 26 de novembro, na Igreja São Francisco de Paula com a presença de surdos do Brasil.


Um ano depois da ordenação sacerdotal, o Arcebispo Dom Moacyr José Vitti lhe confiou a Paróquia Nossa Senhora da Ternura para pessoas com deficiência, tendo tomado posse como Pároco, no dia 02 de dezembro de 2007.
Hoje, ele tem oportunidade de crescer cada dia como mais pessoa, superando as barreiras físicas e tentando-se adaptar ao mundo dos ouvintes.

Esta é sua mensagem:

“Graças aos formadores, à Pastoral dos Surdos, à Psicóloga, à Fonoaudióloga, aos meus pais e aos meus amigos, posso dizer que o milagre de Jesus: “Epheta” (abre-te) já aconteceu na minha vida, porque sou um surdo feliz, com coração ouvinte.

Deus me ajude a caminhar sempre adiante na minha vocação.



Pe. Wilson Czaia”

Fonte: http://senhoradaternura.blogspot.com

Dia de mobilização, união e luta


O dia 26 de setembro foi oficializado no calendário nacional brasileiro diante Lei 11.976/2008, resultado do projeto de lei 1.791/99 proposto pelo Exmo. Deputado Federal Eduardo Barbosa.

Vamos comemorar mais esta conquista!

Dia do Surdo

24 de setembro de 2010

Novena de Santa Terezinha




Reza-se durante os nove dias a seguinte oração abaixo:

Santíssima Trindade, Pai, Filho, Espírito Santo, eu vos agradeço todos os favores, todas as graças com que enriquecestes a alma de vossa serva Teresa do Menino Jesus, durante os 24 anos que passou na terra e pelos méritos de tão querida Santinha, concedei-me a graça que ardentemente vos peço (pedir a graça…), se for conforme a vossa santíssima vontade e para salvação de minha alma.
Ajudai minha fé e minha esperança, ó Santa Teresinha, cumprindo mais uma vez vossa promessa de que ninguém vos invocaria em vão, fazendo-me ganhar uma rosa, sinal de que alcançarei a graça pedida.

Paróquia Santa Terezinha de Limeira


MISSA COM INTÉRPRETE DE LIBRAS ( Língua Brasileira de Sinais )
AOS DOMINGOS 9:00 HORAS


e-mail: pastoralscstlimeira@gmail.com