3 de dezembro de 2010

2º Domingo do Advento


“NOS SEUS DIAS A JUSTIÇA FLORIRÁ!”

Leituras: Isaías 11, 1-10; Salmo 71;
Carta de São Paulo aos Romanos 15,4-9;
Mateus 3, 1-12 (Mensagem de João Batista).
ANO A - COR LITÚRGICA: ROXO


Estamos no 2º domingo de preparação à vinda do Senhor. Mais uma vela acende-se na Coroa do Advento. A luz fica mais forte! Podemos melhor visualizar o caminho a percorrer rumo à celebração do Natal de Jesus. Celebrar o Natal é celebrar a encarnação: Deus que armou sua tenda entre nós. É celebrar nossa adesão ao projeto trazido por Cristo. Como toda celebração, esta também requer preparação, especificamente, requer conversão.
A liturgia de hoje nos convida a abandonar os valores passageiros e a aderir aos valores fundamentais e eternos, como rezávamos no domingo passado: “caminhando ente as coisas que passam, abraçar as que não passam”. Ela também nos convoca ao compromisso com os valores do Reino de Deus, cuja concretização é anunciada pelo Precursor como muito próxima.
O Papa Bento XVI fez, em 2006, uma bela reflexão sobre o sentido do Tempo do Advento: “Façamos uma pequena reflexão: o texto bíblico não diz que ‘Deus veio’, nem mesmo que ‘Deus virá’. Mas usa o verbo no presente: ‘Deus vem’”. Se prestarmos atenção, veremos que se trata de um presente contínuo, isto é, de uma ação que sempre esta acontecendo, aqui e agora, em qualquer momento.
O Verbo ‘vir’ se apresenta como um verbo ‘teológico’ e ‘teologal’, porque diz algo que tem a ver com a própria natureza de Deus. Anunciar que ‘Deus vem’ significa anunciar simplesmente a Deus mesmo, através de uma de suas características essenciais e significativas: ‘Deus conosco, ‘Deus que vem’.

Fonte: www.diocesedelimeira.org.br