13 de maio de 2012

Paróquia São Francisco de Assis acolhe a formação de intérpretes da Escola Effata




A Paróquia São Francisco de Assis, a partir do mês de maio, tem a imensa alegria de abrir suas portas para acolher os tradutores e intérpretes (surdos e ouvintes) da Pastoral dos Surdos Regional Sul1, para a realização da 
Escola Effata: formação de intérpretes 2012.


A Escola Effata tem por finalidade fornecer ferramentas conceituais e práticas para a melhoria da qualidade da tradução e interpretação do português para a Libras e da Libras para o português nas celebrações litúrgicas, sobretudo nas Missas, otimizando e ampliando assim a acessibilidade de comunicação para as pessoas surdas dentro da Igreja Católica.
Importante é dizer que a Libras – Língua Brasileira de Sinais – é a língua oficial da comunidade surda brasileira, língua pela qual deve passar toda informação, educação e, sem dúvida, evangelização para as pessoas surdas.
A Pastoral dos Surdos, presente na Paróquia São Francisco de Assis e ligada a sua organização em todo o Brasil, é uma ação da Igreja Católica que tem como princípio e fundamentação o próprio projeto de vida da pessoa de Jesus Cristo, tendo por missão anunciar Jesus Cristo às comunidades de surdos, possibilitando a eles o seu protagonismo e liderança pela vivência da fé dentro da Igreja Católica, no comprometimento com diversos serviços e ministérios. Os agentes pastorais trilham o caminho do conhecimento, estudo e partilha da Libras, língua pela qual o surdo manifesta sua identidade e realiza seu diálogo com Deus e com os homens.
Em todo este processo pastoral, a atuação dos tradutores e intérpretes é de importância indispensável, pois são eles que se colocam a serviço de Deus para fazer chegar aos surdos, em língua de sinais, toda informação e anúncio elaborado primeiramente em português (Missas, batizados, casamentos, cursos de noivos etc).
A Escola Effata, uma das ações organizadas pela coordenação dos intérpretes da Pastoral dos Surdos Regional Sul 1 (Simone Nascimento, Janine Faria, Zuleika Amaral e Vilma de Jesus) quer promover a afirmação desta grande missão da Pastoral dos Surdos.
Registramos ainda que, além dos participantes de várias cidades do Estado de São Paulo (Araras, Atibaia, Bragança Paulista, Cachoeira Paulista, Campinas, Caraguatatuba, Carapicuíba, Guarujá, Guarulhos, Itapecirica da Serra, Itapetininga, Jacareí, Jundiaí, Limeira, Osasco, Praia Grande, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Paulo, São Vicente, Taboão da Serra, Tatuí), a Escola Effata 2012 acolhe ainda surdos e ouvintes de outros estados, como a Pastoral dos Surdos de Curitiba-PR.
Rezemos para que todo o trabalho construído nesta formação nos ajude a reconhecer sempre o rosto de Cristo em cada um de nossos irmãos e irmãs Surdos.